17 abril 2009

Visita Relâmpago

Acordamos de manhã e somos surpreendidos por uma enorme vontade de querer vaguear.
Pegamos no carro, levamos um Guia, um mapa e seguimos caminho.
Nada mais importa…temos é vontade de seguir caminho e espairecer.

Foi exactamente isso que aconteceu!
A minha irmã acordou com vontade de ir conhecer um sítio novo, e depois sugeriu…”- E se fossemos a Évora?!”
Assim o fizemos, lá fomos nós caminho fora com imensa vontade de querer explorar.
Uma necessitada fuga da cidade para o campo…
Faz sempre bem sair um bocado das “masmorras” e ir passear, descobrir e conhecer novas terras.
É sempre bom ver algo novo e diferente.
Fizemos uma viagem não muito longa, acompanhada de uma paisagem lindíssima…muito verdejante e campestre.
Parámos em Beja e ainda comemos uns bons bolinhos.
Passado 2 horinhas e meia já tínhamos chegado ao nosso destino.
Bem, mal chegámos a Évora…apaixonei-me logo por aquilo!
Era uma cidade no campo, se é que me percebem.
Nada de extravagâncias e aberrações, coisas muito simples e ao mesmo tempo encantadoras, não se viam monstruosidades nem correrias.
Tudo á nossa volta era belo…não havia nada que pudesse estragar toda aquela beleza da Natureza e tudo estava no seu estado mais natural e genuíno.
Uma cidade extremamente calma…não haviam confusões, nem ruídos, nem nada dessas coisas. Tinha um ambiente muito acolhedor, muito suave e agradável…bem, adorei mesmo!
Fomos visitar alguns sítios emblemáticos da cidade…tais como a praça do Giraldo, o Convento dos Lóios, o Templo de Diana, o Jardim da cidade, a Catedral …e a cidade em si.
Évora…Évora…que cidade! Que fabulosa terra! (Fartei-me de tirar fotos! Se quiserem ver:http://hugsininho.deviantart.com/)
Aquela cidade tem tudo! Tanta grandeza histórica e cultural, coisas fascinantes que ainda hoje se mantêm vivas e acesas.
E assim passei o meu dia, e foi bem bom! Para não falar da Gastronomia! Maravilhosa comida…as famosas migas e o bom pão alentejano!
Vão a Évora…vale a pena! Vão decerto adorar, tal como eu.
Restaurantes, monumentos, cafezinhos, eventos culturais, aquele povo amável! …
E aqui fica uma sugestão minha altamente recomendada!

Évora
É a brancura
de tua veste
que me ilumina
o coração
És neve puraque o sol aquece
Moura encantada
dormes no seio da
solidão

20 comentários:

AnaLuísa disse...

a évora nunca fui, mas adoro percorrer o alentejo. eu vou mais é a portalegre e a rosmaninhol. e há por aí um rio, de seu nome Ocreza, cuja ponte tem marcado um grande 'ANA17'.. meu padrinho fez isso no meu 17º aniversário :') *

daniela disse...

adoro toda e qualquer ideia do, do nada 'e se hoje nós...'. nada melhor que isso.

muito e muito obrigada pelo teu comentário no meu cantinho, soube bem :) *

baby piggy disse...

Ai adoro quando acordo e vou assim para qualquer lado!
Hei-de ir :p *

Mariana Silveira disse...

Eu tenho TANTA vontade de fazer isso.. Sair sem rumo, enfim. (...)
Conhecer lugares, paisagens, ares..
Ah... Que sentimento de leveza e liberdade maravilhosa essa postagem me deu.

Obrigada pelo comentário.
Estarei sempre por aqui também.

;**

ลndreia disse...

Também quero! *

eduarda disse...

lembro-me de ir a évora, assim em pequenina, e ao ler este teu post fiquei com imensa vontade de lá voltar! :)

um beijinho *

deborah a buéda fixe disse...

escreves tão bem *-*

um mundo. disse...

"Faz sempre bem sair um bocado das “masmorras” e ir passear, descobrir e conhecer novas terras.
É sempre bom ver algo novo e diferente." - como eu concordo ^^ adoro viajar para longe ou, até, sair da minha cidade e visitar sítios novos ;b espero que tenhas divertido e vou ver agora as fotos *-*

e obrigado pelas tuas palavras no meu blog *-* isso deixa-me mesmo feliz (:

*

baby piggy disse...

Em relação ao passado sim, em relação à rotina é que já não sei. -.-

deborah a buéda fixe disse...

não escrevo tão bem como tu $:
aquilo é simples :)
beijinhos*

Marta Vasil disse...

Silvana

Que coincidência! Venho espreitar o seu blog e encontro logo uma publicação sobre a cidade onde moro.

De facto Évora é tudo isso que conseguiu absorver numa passagem rápida. Évora é história, recantos de memória, serenidade... e às horas de ponta já há alguma confusão. Já agora e porque quem gosta de escrever normalmente gosta de ler, perdeu um outro espaço a que chamo um canto de encantos, a Bibiocafé, que é livraria e café, sobretudo, um espaço onde nos podemos sentar a ler e assistir com frequência alguns eventos culturais. Quando voltar não perca, nem que se seja apenas para relaxar da viagem ao som de uma música calma, sempre presente naquele espaço.

Tem um blog interessante, não há monotonia, os assuntos divergem.Fiquei com vontade de ler o livro de Daniel Sampaio. Esse não conheço.

Obrigada pelo seu generoso comentário.

Beijinho e não deixe morrer este espaço.

MV

deborah disse...

tens razão (:

Filipa Nogueira disse...

Não me levaste :O

Lizzie disse...

Por acaso nunca fui a Évora, mas gosto do Alentejo. Já tive em algumas zonas que gostei imenso.
Vi as tuas fotos no dA, mas não comentei, tenho andado com pouca vontade para fazer comentários =X

**

Pedro disse...

Penso que isso seja problema do disco, ou então podes tentar actualizar as drives USB.

O que é que tinhas feito antes de o erro começar a dar?

Pedro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Débra disse...

awww obrigada :D

Lizzie disse...

Enaaaaa :P Vou ter direito ao fim da cena ou ainda n escreveste tudo? :3

O alentejo é super descontraído. É uma sensação de conforto quase automático. Uma fugida do asfalto à terra por vezes é essencial para nós.

**

joana disse...

obrigada e ainda bem que gostas, é sempre bom as pessoas gostarem do nosso trabalho, daquilo que escrevemos.
beijinhos :)

Pálinhe disse...

Recomendas-me? Já vais tarde!
E parece que gostaste quase tanto de Évora como eu. XD

O que me chama mais a atenção é que tocaste nos mesmos aspectos que me fizeram gostar tanto de Évora. É exatamente assim que eu recordo aquela cidade. 8)