25 abril 2009

Tudo isto se resume a isto.


“Quando acordei senti o cheiro dela e lembrei-me do seu pestanejar ao anoitecer.”


[Eu não era egoísta.
Era apenas só mais um…sonhador]

Não eras igual a ninguém, eras mais, e isso incomodava-me de uma maneira imoderada.
Comecei a ficar com a cabeça cheia de ti…
Não sei bem porquê, de repente já eras um oceano e eu um simples peixinho perdido no teu mundo.
Eras desprendida, conseguis-te eclipsar-te num ápice e deixar-me assim, inconsolado.
Senti uma terrível tristeza…e um abandono.
Afinal quando é que me irias deixar abrir o teu coração e contar o que te inquietava.
Eu queria ajudar-te, amparar-te! Estive sempre ao teu lado…mas isso não mudaria nada, pois não?
Continuavas a fechar-te na tua concha, não me deixavas respirar do teu ar, querias que me fosse embora…querias ficar só…no teu, triste e apático mundo.
A tua vida estava-se a tornar miserável, e sabes que mais? A tua miséria queria apoderar-se da minha ilusória esperança…conseguiu? Infindavelmente.
Aconteceu tudo numa vertigem, quando dei por mim, já tinhas deixado um recado no meu coração…
Tinha medo de ficar demasiado perto de ti, queria entregar-me ao silêncio, fugir do perigo que o meu coração sentia.
Mas já era tarde.
Percorri inúmeros caminhos ao teu encontro…
Chamei pela tua alma…gritei por ela com sofreguidão.
Esse teu fascínio indeciso dava cabo de mim!
“Queria estar contigo e afastar-me para sempre”.
Esqueceste a pouco e pouco o meu amor.
Já nem sequer lhe davas valor.
Eu fiquei cansado, malogrado, desfeito…tornei-me o pior dos infelizes.
O vazio que deixas-te em mim com a tua ausência era mortal.
Não te pedi que deixasses de ser quem eras, apenas queria fazer parte disso.
Deixaste-me ao frio na solidão…desprotegido e só!
Era tudo tão claro, que já nem a escuridão existia.
Afinal de contas, eu não era nenhum herói, nem sequer um guerreiro.
Era um mero e destroçado …lutador, rendido e desfeito.


Porque eu sei o que sentias.
Sinto…muito.
O medo é mortífero.
Apodera-se do raciocino e dos sentimentos.
Hoje eu peço desculpa, hoje eu dou valor.
Mas hoje…hoje é tarde.

35 comentários:

baby piggy disse...

Não li o texto, desculpa.
Estou radiante e quero que vivam isto comigo :D*

baby piggy disse...

Amanhã leioo :D

hayleysgoodbye disse...

ai mãe que isto tá lindo *.*
gostei mesmo :D

JPGomez disse...

Oh, eu já há muito tempo que não escrevia :S

Davi(d) disse...

Que texto mais bonito, gostei mesmo Silvana! :D
um beijinho :*

Paladar disse...

O Manuel Cruz é fantásticooo :D Gosto imensoo do trabalho dele. Beijinho Silvana

Catarina disse...

não quero isto :s mas, não posso ser eu a fazer tudo.

Catarina disse...

oh :3 mas, já viste se for sempre eu?

P' disse...

Está lindo.

Será que é mesmo tarde ?

P' disse...

Oh , obrigada :D
Eu gostei muito do teu blog :D


Talvez ainda haja hipotese.

Ele. disse...

hoje apercebi-me, da falta que alguém pode fazer, da falta que tu podes fazer . passaram-se dias, horas, e horrivéis minutos, em que não tive a tua companhia . passaram-se momentos, em que desejei ter-te comigo, mas isso não aconteceu .

hoje..hoje pode não ser tarde...quem sabe*

(matei assim as saudades, ao ler-te...quase que me uno a ti).

P' disse...

Não tens que agrdecer :D
Oh , obrigada. É uito bom saber que gostas. :D


Então nao desistas , queres luta. Luta mesmo , com todas as tuas forças.

Mariana Silveira disse...

Que triste...
Mas belo.
Eu gostei tanto...

P' disse...

Oh , nao sou nada =$
Tu é que és.

Ves , entao ele não acha que é tarde , :D
(Quem me dera , man. =/ )
Aproveita :D

Inês disse...

Meu Deus.. que texto.
Triste, sim. Mas muito bonito. Gostei tanto!

Um beijinho *

JPGomez disse...

Gostei tanto de escrever aquele *.*

Inês disse...

Acredito que sim :)
e acho que se nota.

Um beijinho *

Tani disse...

ANTES DE MAIS, parabens, esta fantastico o texto...e segundo...Obrigada pelo miminho :)


és um anjo :)

P' disse...

Obrigada então , eu também te acho muito simpática :D

Não , já não basta o eu querer.

Inês disse...

no meu caso, também não sei porquê.. e nem a música, que é o meu conforto, me ajuda :/

oh, obrigada :$
deliciei-me com este teu cantinho (:

*

SaraPereira. disse...

Hoje, é tarde demais (...)
tenho tanto medo que o amanhã seja demasiado tarde por hoje me parecer cedo.
Como eu gosto da tua expressividade *



(diz-me, como consigo por o teu prémio para mim, de lado, no meu blog, e outro, junto desse? :$)

SaraPereira. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Inês disse...

xD
também já pensei nisso, mas eu vou para a cama cheia de sono e mesmo assim não consigo dormir :x

oh, obrigada x)

*

Inês disse...

eu oiço música até dizer chega, chego a ler 3 livros de banda desenhada numa noite, tiro fotos... oh pá, faço de tudo :o mas dormir é que nada xD

ahah, fores a ver os blog's parecem (quase) todos essas coisas de "something-anónimos" :P

um mundo. disse...

senti tudo o que disseste! e quantas vezes lamentamos; e os lamentos chegam sempre quando é tarde e irremediável...
contudo, as histórias ficam sempre connosco e, por trás da infelicidade de cada uma, há sempre algo de bom, algo que deixa saudade, sim, mas é a prova de que valeu a pena!

"Afinal de contas, eu não era nenhum herói, nem sequer um guerreiro.
Era um mero e destroçado …lutador, rendido e desfeito." - gostei mesmo muito *-*

e agora só me resta agradecer. eu suspiro, também, ao ler os teus comentários, já que me aquecem tanto o coração! (:
(tenho 1, 75 ;b e tu?)

*

soggyscheme disse...

gostei do teu blog, a forma como retratas cada episódio que vives, que ouves, que vês torna-se mágico.
triste, belo, consciente, inspirador.

tens uma organização de palavras/ imagem que me agrada imenso. parabéns =)


vou estar atento.

Joana Éme. disse...

Hoje também é tarde para mim.

P' disse...

Sim , somos as duas :p

O pior é quando essas opurtunidades sao um erro.

Lizzie disse...

Não tenho a certeza, mas penso que seja Bé. Mas olha eu mando-te um mail qualquer e respondes com os textos já anexados. : )
que te parece?

*

SaraPereira. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Inês disse...

exacto xP
e eu até que gosto de chegar ao computador e ter umas palavrinhas reconfortantes dos tais "something anónimos" ^^

*

P' disse...

Somos bué , pah. ah ah :p

O pior é que arriscamos por esperança , sofremos por amor.

Lizzie disse...

Eu mandei-te assim que comentei.

findaway. disse...

"Porque eu sei o que sentias.
Sinto…muito.
O medo é mortífero.
Apodera-se do raciocino e dos sentimentos.
Hoje eu peço desculpa, hoje eu dou valor.
Mas hoje…hoje é tarde."
não sabes o quanto AMEI estas palavras*.*

Lizzie disse...

Ando perdida nos blog =| já tenho tanto para ler...
Assim que conseguir venho cá dar uma espreitadela. :)

*