01 março 2009

Arruaceiros, Revolucionários ou apenas Revoltosos?



Imagina que vais passar umas férias a qualquer lado. Queres relaxar e não pensar em nada.
Deixas tudo arrumado e no devido lugar…estás completamente ciente de que a tua casa, o teu quarto e as tuas coisas estão em segurança…ou talvez não.
Chegas das tuas maravilhosas férias e és surpreendido, pela negativa, com a tua casa de pernas para o ar.
A aparelhagem no frigorífico, os sofás no jardim, as mesas no chão, as almofadas na sanita…tudo em pantanas!
“Assaltaram-me a casa!”, passa-te logo pela ideia de que aquilo tenha sido um assalto, mas no fim de verificares tudo, com o mínimo cuidado, dás-te conta de que não falta absolutamente nada. Estranho, não é?
“Mas então que raio vieram fazer á minha casa!”…desarrumaram-te tudo, mas não levaram nada…espera, está um envelope em cima da mesa da cozinha…e têm lá escrito “Leia”, em letras bem grandes e vermelhas.
Pegas na carta e lês: “ Os vossos dias de abundância estão contados! ASSINADO: Os Edukadores
É nesse momento que te apercebes da situação e nasce o medo e a insegurança.

Os Edukadores, 3 jovens idealistas, Jan, Peter e Jule, unidos pela sua juventude rebelde e vontade de mudar o mundo a qualquer custo.
E como é que eles pensam fazer isso?
Protestando de forma criativa e nada convencional. Contestam contra as injustiças sociais invadindo mansões para deixar um aviso aos milionários, mas tudo sem violência.
Têm os seus planos bem orquestrados, tudo planeado, e secretamente accionado.
“Ocupam” as suas casas, desarrumam-lhes tudo e deixam-lhes uma agradável mensagem de boas-vindas: “Os vossos dias de abundância estão contados!”
Todos eles sentem que o mundo é dominado e “escravizado” por aqueles que têm poder, dinheiro e fama, e acham que é devido a eles que a desgraça continua a aumentar.
Movidos pela sua fúria e vontade de querer “educar” esses opressores e corruptos, invadem-lhes as luxuosas casas e “assustam-nos”, para que saibam que nem a sua imensa fortuna os deixa seguros.
Morais um tanto ou quanto de loucos, não? Pois estes são os “Edukadores” de Berlim.
Considerados uns terroristas e desordeiros, mas inofensivos.
Estudam? Trabalham? Metem-se em confusões?
Não, fazem algo bem melhor…lutam pelos seus conceitos e pelas convicções.
"Cada coração é uma célula revolucionária", diz Jan com um olhar sonhar e ao mesmo tempo altivo.
Ele é quem “comanda” o trio.
Jan, o mais inconstante e inconformado do grupo, é ele que se faz ouvir e luta pelos seus direitos, arrastando consigo o seu melhor amigo Peter.
Jule, a única rapariga do grupo, sente que tudo isto é injusto, contudo apercebe-se de quem em tempos, muitos revolucionários e activistas já haviam lutado e tentado “inovar o mundo”, mas nada aconteceu…continua tudo igual, injusto e desonesto.
Já Jan defende que, apesar de muito pouco ter mudado, ficou a “mensagem”, palavras e “hinos de luta” que foram sendo transmitidos de geração em geração, e é por isso que eles estão ali, para dar continuidade a tantos outros.
Esta juventude anti-capitalista luta por aquilo que ainda acredita, tenta elevar ao mais alto que podem as suas ideias revolucionárias.
Cenários desfocados, discussões sobre o futuro, imagens corridas da cidade de Berlim, panoramas activistas, o lado moderno e urbano, paisagens pacificas do norte, momentos de tensão, suspense, problemas sociais, cenas melancólicas, drama psicológico, traços realistas, a angústia, o conflito de gerações, os dilemas, triângulos amorosos, desilusões, o companheirismo, questões filosóficas, a relação com o mundo exterior, desabamento de sonhos, surpresas desagradáveis…Tudo isso com um final surpreendente! Além da perfeita Banda sonora, constituída por: Depeche Mode, Placebo, Nada Surf, Jeff Buckley, Franz Ferdinand, entre outros, temos um elenco bastante interessante e uma intriga que gira em torno destes rebeldes contemporâneos.

Bem adorei o filme! O que mais me fascinou foi a história em si, as aspirações e sonhos, toda a utopia da juventude.
Sempre gostei do cinema Europeu, é sempre mais pertinente, fresco, alternativo, eficaz, simples.
É claro que não se equipara ao Américo, mas hoje em dia tem vindo a evoluir de tal forma, que começa a ser cada vez mais promissor.
Bem, mas quem sou eu para estar aqui a dar palpites cinematográficos?!
Vejam o filme e vão ver que vale a pena!

“O culpado não é o que arranja a arma, mas quem puxa o gatilho.”

24 comentários:

baby piggy disse...

Qual é o filme? Eu compreendo essa tua confusão, acredita. (em relação ao comentário que me fizeste) *

AnaLuísa disse...

adorei a actuação do primeiro actor da imagem (não sei o nome dele :x) . vi-o em 'goodbye lenin' e 'amor não escolhe idades' e adorei mesmo .

a descrição que fizeste do filme chamou-me bastante a atenção . vou ver se o vejo x) ainda mais com essa banda sonora . só coisas boas pá !

a tua maior paixão é o Jeff Buckley ? lindo ! não me canso de ouvir 'the way young lovers do' ao vivo no sin-é 8D

obrigada pelo comentário . vou-te seguir xP *

AnaLuísa disse...

tu não tens o coisinho para seguir :c

oh silvana, de onde és e quantos anos tens ? x)

AnaLuísa disse...

Ana Luísa, 18 anos, Aveiro, cidade mais linda de Portugal :') muito prazer ^^

não tens o coisinho 'seguir' :c *

AnaLuísa disse...

epá, não sei bem, deves ter que ir as definiçoes ..

já estiveste em aveiro ? x) *

AnaLuísa disse...

Aveiro é toda ela linda :')

vê isso que é para eu depois seguir !

beijinho silvana x) *

AnaLuísa disse...

pronto, está feito x)

beijinho *

Eli disse...

Antes de mais também adoro Jeff Buckley e a minha favorita é mesmo Halleluia. Quanto ao filme, também o vi e é simplesmente maravilhoso! Adorei, adorei e adorei. A história é lindíssima e têm uma filosofia fantástica! Cada vez gosto menos de cinema americano!

Lizzie disse...

Não vou ler o teu post porque pronto, detesto ler descrições de filmes que nunca vi. Gosto mais de ver um filme e surpreender-me pela positiva ou negativa. :P

Lizzie disse...

Qual é o titulo mesmo?

AnaLuísa disse...

enganaste-te oh , Aveiro é que é a Veneza portuguesa :P

fazes bem, a nossa universidade é a mais linda .. fora a cidade :')

*

Catarina Fernandes disse...

woow tens textos lindos acerio..
gostaste do colar? se kiseres vendo.to

AnaLuísa disse...

oh rapariga eu perco-me com os teus comentários :x

Aveiro é a Veneza portuguesa e é a minha cidade <3

beijinho *

AnaLuísa disse...

LOL !

na boa, caguei-me a rir :P *

Lizzie disse...

Tá lá no post um ps a dizer precisamente que não estou >.<

lothlorien disse...

Em primeiro lugar, tenho de concordar com a Ana Luísa: Aveiro é linda!! Obviamente, sou de lá também :P

Já ouvi falar deste filme, mas nunca o cheguei a ver; agora que sei que é alemão e que o recomendaste, vou ver se o arranjo ;)

Acho que o cinema europeu está a evoluir muito positivamente, mas não deixo de gostar do americano. Ainda há muitos bons cineastas americanos. USA não são só blockbusters, da mesma maneira que a Europa não é só pseudo-intelectualismo.

Lizzie disse...

>_> uhmmm

lothlorien disse...

Já te disse que adoro o layout do teu blog? Gosto msm :)

thousand oceans disse...

tambem gostei do teu blog ;) e sao filmes mm bons parabens. **

Catarina Fernandes disse...

desclpa a demora a responder aconcelhjo a comentares smp no ultimo post senao e mais dificil encontrar onde comentas =D
vendo sim queres um?

Anônimo disse...

onde é que vocês viram o filme?? é que agora fiquei com imensa vontade de o ver.

José Silva disse...

Obrigado.

Anônimo disse...

onde é que posso ver esse filme??

Silvana disse...

O filme deu na RTP1
pode ser que volte a repetir, não sei ^^